A NOVA ADMINISTRAÇÃO DO INE

Esta semana, entrou em funções o novo conselho de Administração do Instituto Nacional de Estatística (INE), constituído por Osvaldo Borges, presidente, e Celso Ribeiro, vice-presidente.

O Governo optou por uma autêntica razia nas instituições e empresas públicas, substituindo todas as administrações. Acreditamos que em alguns cargos uma mudança de figuras é salutar e até benéfica para o Governo e para o país. Contudo, existem funções e cargos onde deveria existir um consenso entre as várias forças políticas na escolha dos seus representantes máximos. Consideramos o INE uma dessas instituições, pela sua relevância no plano nacional e especialmente para que possam ser criadas metodologias de trabalho uniformes, ao longo dos tempos.

Se analisarmos friamente, aquelas que foram as declarações do primeiro-ministro ao longo dos últimos meses sobre o INE, percebemos claramente, que o anterior conselho de administração tinha “morte” anunciada. As estatísticas do primeiro trimestre de 2016, onde ficaram espelhados bons números relativos à taxa de emprego, PIB, condições de vida, entre outras, criaram um incómodo ao Sr. Primeiro-ministro. Um incomodo que o levou ao ponto de questionar a validade desses dados, numa altura em que as eleições já tinham sido realizadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s